sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Caros irmãos Cojelistas...


Mensagem lida no encerramento da XXXII COJEL.

Caros irmãos Cojelistas, o encontro caminha para o fim, vocês encarnados já se encontram em um misto de cansaço físico e vontade de aproveitar cada momento.

Este é o melhor sentimento que um cristão espiritista pode sentir, o cansaço pelo trabalho empreendido no serviço do bem.

Ah, se pudésseis imaginar como é bom sentir isso, quão bom faz a alma, ansiaria por sentir todos os dias de vossa vida física.

Vossos corpos se acostumariam ao trabalho intenso, e a gana de servir aumentaria cada vez mais, como o desportista que deseja dar mais de si para que o resultado seja cada vez mais satisfatório para aqueles que os aguardam nas arquibancadas da vida.

Cada minuto de trabalho no bem é computado para descongelar os débitos do passado.

Débitos que viriam em seu tempo acompanhados de muita dor e muitos rangeres de dentes.

Jesus o Divino pastor se felicita ao ver suas ovelhas amadurecidas, prontas para o trabalho efetivo, já servem mais e pedem menos.

A Cojel é momento de recarregar as baterias da resistência moral às investidas do homem velho cheio de vicio que tenta permanecer em nós.

O Cojelista tem a responsabilidade de permanecer lá fora com os sonhos, com os projetos aqui construídos ao longo destes quatro dias.

Caros Jovens Cojelistas o mundo espiritual conta convosco. Cada um de vós será uma antena parabólica, um satélite de transmissão dos novos valores que o mundo de regeneração precisa absorver.

Seja você jovem cojelista o diferencial no mundo de regeneração que hora se inicia.

O jovem cojelista é a carta viva do evangelho de Jesus a demonstrar para os seus amigos e familiares do mundo uma nova maneira de viver.

Alegrar-se sem embebedar-se.

Ser pacífico sem ser passivo.

Estar na família para auxiliar ao invés de usufruir.


Estudar com equilíbrio mantendo os compromissos na mocidade espírita.

Jovem cojelista deve visitar enfermos.

Jovem cojelista deve estudar profundamente o evangelho.

Jovem espirita deve ter a sexualidade equilibrada sabendo desde já que é a força criadora e que mantém equilibrado.

Jovem cojelista respeite a pessoa que enamoras.

Jovem cojelista não percas o tempo em jogos.

Jovem espirita fuja da pornografia.

Jovem espiritista respeite seu próprio corpo.

Cojelistas queridos cuidado com os novos amigos que se aproximam. Seja você o esteio e o guia a encaminha-los as estradas do evangelho.

Não deixe seus valores construídos em anos ou décadas para seguir pessoas sofridas que como mariposas aproximam de vocês por causa da luz íntima que construíram na vida espírita.

Muita atenção. Pois seguir estes irmãos é como seguir cegos em caminho próximos a precipícios, lugares extremamente perigosos.

Os mais sábios deve guiar os menos conhecedores do evangelho.

Filhos do coração eu vos amo muito. Sempre estarei por perto, o ano todo, quando evocada por vossos pensamentos carinhosos.

A Cojel dura o ano todo, planejamento da coordenação, ataques dos adversários, trabalho intenso dos espíritos que compõem a esta equipe.

Eu me apresento como simples serva, com um amor imenso no coração.

Meu abraço intenso a todos da coordenação, minha gratidão aos trabalhadores da cozinha.

Mas o meu amor imenso, meu imenso amor aos jovens cojelistas, as meninas e aos moços o meu beijo maternal sempre presente, eu disse sempre presente.

Com amor imenso que não cabe no coração, com amor de quem os acompanha de perto.

Com amor.
Beth

Psicografia recebida em 12/02/2013